25/12/2015

Desafio Primal nos dias de Natal

Coisa complicada, manter uma alimentação saudável durante as festividades, né? Nem por isso, no meu caso. Felizmente, não gosto nada daqueles doces e fritos típicos do Natal - eu só como chocolate. Estes dois dias não apontei o que comi, mas as únicas "transgressões" foram uns crepes com chocolate para pequeno-almoço no dia 24, algum pão e 2 fatias de bolo de chocolate ao jantar, e mais umas fatias de bolo de chocolate hoje. E, claro, o bacalhau com natas (sendo o problema as batatas, não as natas). De resto, nada de hidratos de carbono complexos.

O mais incrível e fantástico é que já noto diferenças no meu comportamento alimentar. Por exemplo, já não consigo enfardar como antes. Hoje, durante o almoço de Natal, comi apenas bacalhau com natas e uma fatia de bolo de chocolate. O resto dos convivas comeram, comeram, comeram (marisco, pão, queijos, cataplana, vários outros pratos e doces), mas eu não consegui. Fico bem com pouco - e mesmo assim, até comi bastante bacalhau com natas, que é dos meus pratos preferidos. Ainda tenho metade de um bolo de chocolate para acabar, e amanhã voltamos ao bom caminho!!

Desafio Primal dia 10

Grau de sucesso (1-5): 4

Peso = 54,0 kg

Refeições:
0800 - umas quantas bolachas de chocolate
1000 - iogurte grego, sementes, nozes, maçã
1230 - fatia de lombo de porco no forno com salada, chá e chocolate preto
1630 - bocadinho de pão com queijo e nozes
2000 - roti de porco no forno
2130 - chá e bocadinho de chocolate preto

Exercício físico
Aula de Jump.

23/12/2015

Desafio Primal dia 9

Grau de sucesso (1-5): 3

Peso = 54,6 kg

Refeições:
0900 - iogurte, semente, nozes, maçã
1200 - hamburguer grelhado com molho de limão (delicioso, no Doner Kebab), muita salada e um bocadinho de arroz branco com legumes (não comia arroz há mais de 1 semana!!)
1630 - 1 queijinhos mini babybel, laranja
1800 - umas quantas bolachas wafers de chocolate...
2200 - 4 crepes pequeninos com chocolate (a sério; 2 noites seguidas com crepes...)

Exercício físico
Fiz meia hora de yoga de manhã e dei duas aulas de yoga à tarde.

Resumo do dia:
Níveis de energia - 3 (não aumento o nível de sucesso enquanto não deixar de comer crepes!!)
Fome entre as refeições - 1
Satisfação com as refeições - 5


Dificuldades - Como resistir quando me apetece crepes ou outro doce? O que comer em vez disso?

Desafio Primal dia 8

Grau de sucesso (1-5): 3

Peso = 54,6 kg

Refeições:
1030 - um chocolate bem pequenino, caixa de framboesas
1300 - 3 pernas de frango com tomate e verduras; chá e chocolate preto
1700 - 2 queijinhos mini babybel, framboesas
1900 - carne bolonhesa com tomate e verduras
2200 - 3 crepes pequeninos com chocolate

A proposta para hoje era não consumir produtos que tivessem um rótulo... É difícil... Até as framboesas vêm com rótulo...
Hoje também deveríamos andar descalços ao longo do dia. Não tenho problemas com isso, visto que já o faço, e como fiquei o dia quase todo em casa, foi fácil...

Resumo do dia:
Níveis de energia - 5
Fome entre as refeições - 1
Satisfação com as refeições - 5


Dificuldades - O que comer quando me apetece doces?

Desafio Primal dia 7

Grau de sucesso (1-5): 4

Peso = não me pesei...

Refeições:
1030 - crepes com chocolate (com dieta ou sem dieta, o pequeno-almoço de domingo mete sempre crepes!)
1300 - salmão grelhado com 1 batata cozida e salda
1600 - 2 ovos mexidos com pepino e sumo de laranja
entre as 1800 e as 2000 - no cinema, a ver Star Wars, comi umas quantas pipocas
2200 - salada de frango, queijo, ovo cozido, alface, cenoura e ananás, com molho de iogurte

Exercício físico
nada...

Resumo do dia:
Níveis de energia - 5
Fome entre as refeições - 1
Satisfação com as refeições - 5


Dificuldades - Não comer pipocas no cinema!
Benefícios - Continuo a sentir-me com bastante energia!

22/12/2015

Quando as coisas são planeadas, acontecem!

É verdade! Quando planeamos a realização de uma determinada atividade, a probabilidade de a realizarmos é bastante superior. Não sou eu que o digo. É a investigação científica. Nomeadamente, este artigo.

O que os investigadores fizeram foi dividir os participantes de um estudo em 3 grupos. Aos participantes do grupo de controlo foi dito para fazerem exercício físico uma vez na semana seguinte; 29% fizeram. 

Aos participantes do grupo experimental 1 foi dito o mesmo, mas também explicaram detalhadamente porque é que o exercício físico é importante para a saúde; 39% dos participantes exercitaram-se.

Aos participantes incluídos no grupo experimental 2 foi dito o mesmo, para fazerem exercício físico, mas também para decidirem um dia, hora e local específicos para o fazer; 91% dos participantes cumpriram!!

O gráfico mostra os resultados. O Time 3 é o que interessa, pois foi após os investigadores dizerem aos participantes do grupo experimental 2 para se comprometerem com o dia, hora e local para praticar exercício físico. Impressionante, não é? O poder do planeamento! Food for thought...




21/12/2015

Que ano!! E 2016, o que trará?

Acho que nunca tinha tido um ano assim. Nem mesmo nos últimos tempos do doutoramento. O que mudou (e complicou) na minha vida foi ter ingressado numa segunda licenciatura, desta vez em psicologia. De repente, o meu tempo livre reduziu-se drasticamente. Tive que abdicar de algumas coisas para conseguir responder às exigências todas. Quase deixei de ver televisão, mas li bastante. Quase deixei de escrever no blog, mas escrevi muitas outras coisas. E pela primeira vez há muitos anos tirei férias a sério no verão - um mês inteiro de férias, na praia, sem fazer (quase) nada de trabalho (fiz algumas coisinhas, admito). Nesse mês de férias também consegui, finalmente, perder uns quilinhos a mais! E fiz muito, muito yoga ao longo do ano. 

2015 foi um ano mesmo diferente. Algumas coisas correram mal, claro, mas essas experiências são aprendizagens que tenho que levar para 2016. Agora, mais do que nunca, preciso ser disciplinada. Não posso procrastinar, não posso distrair-me, não posso dormir mais um pouco... O ano correu bem, tanto no trabalho como no curso, mas 2016 tem que correr ainda melhor. E para que tal aconteça, há que fazer mudanças.

> Em primeiro lugar, estudar para frequências apenas no fim de semana antes, como fiz várias vezes este semestre, está fora de questão! No 2º semestre quero dedicar meia hora ao fim de semana para cada uma das disciplinas que tenho, para rever o que foi dado em cada aula, fazer apontamentos e assim ir adiantando serviço para as frequências. São 6 disciplinas, portanto hora e meia no sábado e hora e meia no domingo. Hora e meia em 24 horas é muito pouco - não há desculpas. 

> Vamos voltar a contratar uma empregada para limpar a casa, pelo menos 1 vez por semana. Não dá mais. Com o meu trabalho, o curso, as aulas de yoga, o trabalho do J., os miúdos e as suas atividades, não dá mais para dar conta do recado. Nem tenho cumprido a minha regra de não começar uma nova semana com roupa por passar...

> Agora, mais que nunca, o planeamento semanal é fundamental. E não é só planear a minha vida - é organizar a semana de todos cá em casa, definir quem leva qual miúdo a determinada atividade, planear menus consoante as horas a que chegamos a casa, fazer comida a mais para o J. levar para o trabalho (eu não levo; na universidade como bem e barato), e por aí fora...

> Não deixar de ler livros só porque estou demasiado ocupada... Li bastante ao longo ano, até mesmo em maio, na altura das frequências (devorei os Harry Potters todos), mas este semestre esqueci-me dos livros... Mas de certeza que tenho pelo menos 10 minutos para ler na cama antes de apagar a luz!

> Fazer mais voluntariado. O que tenho feito nesta área é dar aulas de yoga com gatos a favor da Pravi de Faro. Quero fazer mais pelos animais, como participar nas campanhas de adoção e ir ajudar nas limpezas do gatil. De certeza que arranjo umas horinhas uma ou duas vezes por mês para isso.

> Voltar a costurar! Tenho almofadas para fazer e uma mala para acabar. É uma atividade que me dá prazer e sou capaz de me perder durante horas com a máquina... Não é que agora tenha horas disponíveis para isso, mas uns bocadinhos de vez em quando concerteza que arranjo.

> Escrever mais. Quero voltar a escrever no diário (raramente escrevo, mas faz-me tão bem) e, claro, quero voltar a escrever mais aqui no blog.

> A minha rotina matinal deve ser uma prioridade. Levantar cedo, fazer yoga, meditar. Não me esquecer do oil pulling, da água morna com limão, do jala neti, da escovação corporal a seco e de outros cuidados. Não arranjar desculpas para não fazer as coisas.

Penso que são estes os aspetos mais importantes. Sobretudo, quero um ano disciplinado, produtivo e tranquilo!

20/12/2015

Desafio Primal dia 6

Grau de sucesso (1-5): 4

Peso = 54,8 kg

Refeições:
1015 - clementina, 2 fatias de bolo de chocolate (o resto do jantar de ontem)
1330 - bifinhos de perú com natas, salada de courgette e cenoura
1600 - 3 castanhas assadas
1830 - clementina
1915 - entrecosto grelhado, salada de courgette e cenoura
2200 - figos com nozes

Exercício físico
aula de yoga (60 min)

Atividade aeróbica longa:
De manhã fui para o parque ribeirinho com os miúdos andar a pé, fazer yoga, usar os aparelhos de ginástica, subir à aranha, brincar... foi muito bom!

Resumo do dia:
Níveis de energia - 5
Fome entre as refeições - 1
Satisfação com as refeições - 5
Dificuldades - Resistir ao meu bolo de chocolate...
Benefícios - Sinto-me cheia de energia!

Desafio Primal dia 5

Grau de sucesso (1-5): 4

Peso = 54,3 kg

Refeições:
0900 - iogurte, sementes, nozes, framboesas
1215 - bife de perú com natas e bocadinhos de salsicha, salada (alface, tomate, cenoura), salada de fruta, chá, bocadinho de chocolate preto
1600 - clementina, queijo mini babybel, chá
1715 - 6 bolachas wafers de chocolate
entre as 2000 e as 2300 - jantar de Natal; comi pão, queijo, chouriça assada, meio bife de vitela, entremeada, 2 fatias de salame de chocolate e 1 fatia de bolo de chocolate

Exercício físico
15 minutos PME (ver dia 3)

Comer fora em modo Primal
Não costumo ir jantar fora aos dias de semana, mas realmente hoje tive um jantar de Natal, onde comi o que me apeteceu. O mais incrível é que fiquei cheia rapidamente! Comi muito menos do que o normal... até o meu bolo de chocolate maravilhoso sofreu - só consegui comer uma fatia!

Sessão de exercício com movimentos primais essenciais (PME):
Fiz tudo e melhorei em relação ao dia 3.

Lutar contra o sedentarismo:
Hoje devíamos lutar contra o sedentarismo, fazendo pausas frequentes para mexer o corpo. Durante o dia fiz isso, no trabalho, levantando-me e andando pelos corredores. No jantar também andei de um lado para o outro, e até andei (ou tentei) de skate!

Resumo do dia:
Níveis de energia - 5
Fome entre as refeições - 1
Satisfação com as refeições - 5
Dificuldades - Comer Primal num jantar de Natal
Benefícios - Ter ficado cheia com pouca comida, no jantar de Natal

Desafio Primal dia 4

Grau de sucesso (1-5): 4

Peso = 54,2 kg

Refeições:
1030 - ovo cozido, framboesas
1215 - 3 carapaus, salada, chá, bocadinhos de chocolate preto
1600 - 4 figos com nozes, 4 bolachas (wafers de chocolate)
2115 - 1 crepe recheado com cogumelos e feijão, sopa de legumes sem batata

Exercício físico
dei 2 aulas de yoga

Comer quando tiver fome:
O desafio de hoje era comer apenas quando tivesse fome. Foi por isso que a primeira refeição foi às 10h30 da manhã. Não gostei muito da ideia... Por exemplo, ainda não tinha muita fome ao meio-dia, quando fui almoçar, mas se deixar o almoço para mais tarde, arrisco-me a já não ter peixe... Por isso gosto de almoçar cedo.

Aventura aeróbica
A ideia era fazer exercício aeróbico na gama do 55-75% do máximo. Dei duas aulas de yoga, seguidas. Acho que conta, pois eu pratico ao mesmo tempo, vou corrigir as pessoas, volto ao tapete, pratico, saio, corrijo... não páro!

Trabalhar em pé
O Mark sugere para hoje trabalhar em pé. É uma ideia que já investiguei e atrai-me bastante, mas ainda não experimentei...

Resumo do dia:
Níveis de energia - 4
Fome entre as refeições - 0
Satisfação com as refeições - 5
Dificuldades - Concordo que devemos comer quando temos fome, e não de 3 em 3 horas... mas certas refeições gosto de tê-las a horas certas, como o pequeno-almoço e o almoço.
Benefícios - A sensação de leveza.
O que tenho que melhorar - Planear melhor as refeições em casa. O J. é que me comprou os crepes com feijão... são muito bons, mas não é coisa que eu deva comer agora...

18/12/2015

Desafio Primal dia 3

Um favorito!


Grau de sucesso (1-5): 3

Peso = 54,5 kg

Refeições:
0815 - iogurte, sementes, nozes, framboesas
1015 - pastel de nata (estava tão cansada e aborrecida com uma coisa no trabalho que o resto do dia não correu nada bem..)
1215 - salada de frango, ovo, queijo fresco, alface, cenoura, bocadinho de molho de iogurte, salada de fruta
1630 - 3 figos e 3 nozes
1745 - clementina
1930 - algumas bolachas de chocolate; às 2230 também, com nutella
2030 - frango assado com tomate

Exercício físico
15 minutos PME (ver abaixo)
60 minutos aula de Jump

Planear um jantar Primal para sábado:
A ideia é fazer um jantar com um menu primal e convidar gente... Bom, os meus convidados são os que já estão lá em casa e vamos comer carne grelhada com uma salada colorida. Nada de especial. Os meus dotes culinários não são grande coisa...

Boicote à comida industrializada:
Ando mesmo a pensar deixar de comprar bolachas de pacote e fazê-las eu. Tenho uma receita de bolachas de chocolate na bimby que é uma maravilha!

Sessão de exercício com movimentos primais essenciais (PME):
Se há coisa que gosto bastante é a abordagem do Mark Sisson ao exercício físico. Ele é completamente contra aquilo que chama de cardio crónica, ou seja, estar sempre a ir ao ginásio, fazer aulas longas, estafarmo-nos todos os dias e não descansarmos decentemente. O homem das cavernas não se exercitava assim e estava em excelente forma física. O que é que ele fazia? De vez em quando tinha que correr à velocidade toda para fugir de predadores; com alguma frequência fazia esforços pesados mas de curta duração; e todos os dias tinha atividade aeróbica moderada, como andar de um lado para o outro à procura de comida.
Como é que isto se traduz para o século XXI? Por semana, uma sessão em que damos o máximo durante um curto período de tempo - para mim será a aula semanal de Jump que gosto muito. Duas vezes por semana basta fazer os movimentos essenciais (PME) que são: elevações, agachamentos, flexões e prancha. E todos os dias manter um nível de atividade moderado, ou seja, andar a pé, subir escadas, brincar, ser ativo. Eu ainda tenho a minha prática de yoga.
Hoje foi o dia do PME. Lá fiz as elevações na minha barra nova, e o resto. Foi rápido e soube muito bem.

Brincar
Previsto para o dia 3 estava uma sessão de brincadeira espontânea. Fazia muito isso quando estive de férias em julho, mas a meio da semana é difícil...

Resumo do dia:
Níveis de energia - 4
Fome entre as refeições - 3
Satisfação com as refeições - 5
Dificuldades - O chamamento do açúcar quando me sinto emocionalmente me baixo.
O que tenho que melhorar - Devo ter comida SOS sempre à mão para não me entreter com coisas proibidas... como o pastel de nata e as bolachas...

Desafio Primal dia 2


Grau de sucesso (1-5): 4

Peso = 55,0 kg

Refeições:
0900 - iogurte, sementes, nozes, maçã
1000 - chá verde
1115 - clementina
1230 - red fish grelhado com azeite, couve-flor e salada; chá e uns bocadinhos de chocolate preto (85% cacau)
1600 - 2 ovos cozidos, caixinha de framboesas
1730 - 3 figos e 3 nozes
2130 - perna e coxa de frango assado, tomate, pepino, 3 figos e 3 nozes

Onde comprar produtos Primal:
Não interessa só comer carne e verduras - os produtos devem ser o mais natural possível, ou seja, carne de animais livres que não sejam alimentados com ração, e verduras biológicas. Claro que não é possível só comer produtos destes, porque não são fáceis de encontrar, sobretudo a carne, e os preços são proibitivos. Mas sempre que pudermos comprar produtos biológicos, devemos fazê-lo. Onde vivo é fácil encontrar fruta e verduras biológicas, mas carne não tanto... O Jumbo às vezes tem, mas os preços são exorbitantes. Já o peixe é outra conversa! Há muito peixe, a maioria selvagem.

Exercício aeróbico
A sugestão para hoje é fazer um exercício aeróbico de duração moderada. Dei duas aulas de yoga de 1 hora cada. Acho que conta.

Um serão relaxante
Não ver televisão, desligar aparelhos electrónicos... Não fiz nada disto. Estive a estudar ao computador até à hora de deitar. O que vale é li um pouco na cama.

Resumo do dia:
Níveis de energia - 4
Fome entre as refeições - 5 (entre almoço e snack); ao longo do dia - 2
Satisfação com as refeições - 5
Dificuldades - Resistir ao corredor das bolachas e chocolates no Jumbo - mas consegui!!
Benefícios - Chegar ao fim do dia ainda com energia.
O que tenho que melhorar - Tal como no dia 1, a consistência na prática de yoga matinal. Esta semana tem sido uma coisa terrível! Andamos a rever todos os filmes do Star Wars antes de ver o novo, e por isso deito-me tarde...

17/12/2015

Desafio Primal dia 1



Segunda-feira foi o dia 1. O Mark sugere começar  a uma segunda-feira porque o programa tem atividades específicas para o fim de semana. Nas folhas diárias temos também que classificar várias coisas numa escala de 1 a 10. Não gosto de escalas tão longas, por isso vou usar de 1 a 5.

Grau de sucesso: 4

Peso = 54,9 kg

Refeições:
0900 - iogurte, sementes, nozes, maçã
1210 - peixe-espada grelhado com azeite, salsa e alhos, bróculos cozidos e salada de alface, tomate, cenoura e cebola
1300 - chá verde, um bocadinho de chocolate preto 85% cacau (horrível!)
1500 - tinha fome! Comprei meia dúzia (deram-me 7) de castanhas assadas (fico tão feliz por as castanahs serem uma comida paleo, apesar do lato conteúdo em hidratos de carbono)
1800 - 3 fatias pequenas de queijo
1945 - 8 almôndegas (!!) com molho de tomate, tomate e cenoura

Destralhamento da cozinha:
A ideia é livrar-nos da comida "proibida". Como não vivo sozinha, isso não é fácil... Gostava de me poder livrar do arroz, do esparguete, das bolachas, do pão... mas não posso. Posso, sim, fazer opções mais saudáveis; em vez de acompanhar a refeição com arroz, juntar também uma salada - assim come-se menos arroz... Também quero votar a fazer bolachas, em vez de comprar já feitas.

Formas de aumentar o movimento diário:
1. Ir a pé para o trabalho (como eu tanto gosto de fazer mas não tenho feito...).
2. Fazer pausas ao longo do dia, levantar da secretária e dar voltas ao edifício ou subir e descer as escadas do edifício.
3. Estacionar o carro longe do edifício.
4. Não usar o elevador (só uso quando são muitos andares).
5. Não usar as escadas rolantes no centro comercial (e noutros sítios).

Movimentos de hoje:
Andei muito a pé pelo campus (mas já o faço normalmente).
Andei às compras, estacionei bem longe, andei bastante a pé.

Essenciais Primal:
Comprei uma barra para fazer elevações em casa e um monitor de frequência cardíaca.

Resumo do dia:
Níveis de energia - 4
Fome entre as refeições - 5 (entre almoço e snack); ao longo do dia - 2
Satisfação com as refeições - 5
Dificuldades - Ofereceram-me bolo de chocolate e tive que recusar...
Benefícios - Não me sentir com a barriga cheia depois do almoço
O que tenho que melhorar - A consistência na prática de yoga matinal.

Desafio 21 dias Primal

Em julho passado, quando meti na cabeça que tinha que perder os quilos a mais e consegui fazê-lo, apaixonei-me pelo estilo de vida Primal. O tipo de alimentação é baseado no Paleo, mas não é tão restritivo e é muito mais que apenas a dieta. É um estilo de vida. Senti-me muito bem durante esse mês de julho... e perdi 3 quilos, com pouco esforço.

Como ainda tenho 2 ou 3 para perder, desde essa altura que ando numa de controlar um pouco mais o que como para ver se esses quilos também se vão, mas não tem sido fácil... Foi então que percebi que precisava de uma motivação extra e li outro dos livros do Mark Sisson (o autor do Primal Blueprint, o livro que explica, como muito suporte científico, o que é o estilo de vida primal), o The Primal Blueprint 21-day Total Body Transformation (este, que eu saiba, não existe em português, mas o outro sim).

Este livro resume a informação do outro e dá as indicações para que embarquemos num desafio de 21 dias - visto 21 dias ser o tempo médio necessário para mudar um hábito. Em cada dia há pontos em que nos devemos focar e temos folhas diárias para registar uma série de coisas (eu comprei a versão kindle e enviaram-me as folhas em pdf).

Comecei, super entusiasmada, nesta 2ª feira. Registei-me no forum do Mark's Daily Apple (o blog do Mark) para partilhar esta aventura de 21 dias. Infelizmente, algo se passou com o meu registo e não consigo entrar no site... Depois pensei, porque é que estou aqui a partilhar este desafio num site em inglês onde ninguém me conhece, quando posso fazer o mesmo no blog e, quem sabe, inspirar alguém a fazer opções melhores?

Portanto, vou começar a partilhar aqui como está a correr o desafio. Hoje, quinta-feira, estou no quarto dia, portanto, tenho uns quantos dias para publicar... 

13/12/2015

Parei, descansei, destralhei


No meio do caos, destes dias corridos, do stress, da falta de tempo, das muitas horas sentada à secretária... na sexta-feira parei. Não trabalhei pois tive uma frequência de manhã, e à tarde fui para casa com a ideia de começar a estudar para a próxima, na segunda-feira. Decidi não o fazer. Decidi parar e descansar. 
Almocei, vi um pouco de tv, fui ver montras à procura de umas coisas de que preciso (e não encontrei) e acabei por comprar mais um livro.

Fui para casa, estendi-me na cama, tapei-me com uma mantinha e comecei a ler. Por volta das 18h vesti o pijama, pois percebi que não ia mais sair de casa e muito menos ia a Faro fazer uma aula de Jump, como tinha planeado.

Depois pus-me a destralhar. Tinha uma caixa grande de arrumação do Ikea cheia de roupa daquela que não sei bem o que lhe fazer, e tomei decisões. Reaproveitei muita da roupa, porque são coisas giras que até posso usar (se não usar mesmo, então vai fora), outras coisas vou dar à minha mãe para experimentar e outras, poucas, foram para o saco para dar. Depois ataquei o armário da entrada onde guardo os casacos. Tenho poucos mas tenho andado quase sempre com o mesmo porque os outros precisavam de ser lavados. Foi o que fiz. Ainda dei uma arrumação aos sapatos e umas sapatilhas velhas foram para o lixo.


Ontem, enquanto estudava, pus os miúdos a arrumar o seu quarto e juntei-me a eles num destralhamento geral e rápido da casa. Juntámos este lixo todo... É incrível a tralha que se vai acumulando, mesmo numa casa mais destralhada e minimalista como a minha...









10/12/2015

Tudo passa

Que dia, que semana, que semestre!

No outro dia, eu e o meu colega de estudos, também ele trabalhador-estudante, tivemos o mesmo pensamento, ao passarmos o fim de semana a estudar para uma frequência - mas o que é que andamos aqui a fazer??

Se os nossos colegas que só estudam e não tem filhos nem outras responsabilidadas pensam isto de vez em quando, imaginem nós...

O que é importante relembrar - e verificar - é se isto que andamos a fazer nos está a dar prazer. A verdade é que dá. Nós gostamos disto. De ir às aulas, de fazer trabalhos, até de estudar para (algumas) frequências. Estudar psicologia dá-nos prazer. É giro. A motivação é sobretudo intrínseca.

Claro que tudo o resto sofre... Para que o trabalho e outras coisas não sejam prejudicadas, há que levantar mais cedo, deitar mais tarde, aproveitarmos bem os tempos livres e os fins de semana. Quando vou para as atividades com os miúdos, levo o computador para adiantar trabalho. Depois do jantar, vou para o escritório estudar. Aos fins de semana, tenho sempre coisas, do trabalho ou do curso, para fazer. Parece que não temos descanso. Vou para o terceiro fim de semana seguido em que vou ter que estudar bastante. Já nem sei o que é um fim de semana sem nada para fazer (o próximo será um desses, finalmente). Recuso almoços e jantares de Natal porque tenho que estudar (para dizer a verdade, não sou muito dada a jantaradas, mas é bom ter uma desculpa menos esfarrapada). 

Nas últimas duas semanas, tenho praticado pouquíssimo yoga e praticamente não medito. Continuo a dar as aulas, 4 aulas de yoga por semana, que me fazem muito bem, mas a minha prática tem sofrido. Há que aceitar que há alturas em que é assim. Claro que se eu fosse mais disciplinada, conseguiria levantar-me mais vezes cedo para praticar. Eu sei que me faria imensamente bem, mas a minha força de vontade nestas alturas anda pelas ruas da amargura... Não faz mal, tudo passa.

Mais uma vez, o mais importante é relembarmo-nos que isto pode ser complicado, cansativo, stressante... mas nós gostamos do que fazemos. E é temporário. Temos fases muito complicadas, como esta, mas acabam por passar. E o 1º semestre é sempre pior que o 2º, porque é mais curto. Tudo passa.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...