28/04/2014

A evolução de um estilo

Os maiores destralhamentos que ocorreram cá em casa desde que abracei o minimalismo, em 2011, foram na roupa, sapatos e acessórios. Vou recapitular...

Eu, como a maioria das mulheres, tinha demasiada roupa; roupa que não usava, não gostava, não servia, sapatos que aleijavam, acessórios que não combinavam. Esta mistura eclética nos meus armários foi o resultado de anos de experimentação com vários estilos de roupa... desde muito mal vestida enquanto estudante universitária até sapato alto e blazer depois de ter tido os meus filhos. Nunca tive um estilo definido e nunca fui daquelas pessoas de quem as amigas dissessem que viram uma saia que era mesmo a minha cara (agora já acontece!). 

Comecei a ver a luz quando descobri o método sazonal da cor. Percebi que sou inverno e que são estas as cores que me ficam bem:


Como tinha muita roupa castanha e bege, que era o que usava mais e, infelizmente, não me ficava lá muito bem, dei muita roupa dessas cores... Dei também muitos sapatos, ou por não os usar, como tudo o que era de salto alto, ou porque me faziam doer os pés, como muitas sandálias giras que tinha... E dei muitos colares e cintos, porque não os usava e não combinavam com o resto.

Se me arrependo de ter dado tanta roupa? Sim, tenho saudades de algumas peças de roupa que dei... Mas senti um enorme alívio quando fiquei com os armários mais vazios. Foi um novo começo para mim; pude começar a construir o meu guarda-roupa a partir quase do zero. E o mais importante é que esta tabula rasa permitiu-me descobrir qual o tipo de roupa de que eu realmente gosto.

Percebi, por exemplo, que não gosto nada de me sentir apertada sobretudo na cintura e nas costas; por isso, prefiro roupas que me dêem liberdade de movimentos. Assim, raramente uso calças de ganga e prefiro leggings; raramente uso cintos e camisas justas e deixei completamente os saltos altos. Percebi também que sou calorenta. Prefiro vestir camadas que possa despir do que uma camisola de inverno quente e pesada. Percebi que gosto mesmo de andar à vontade; digamos que se trabalhasse num banco ou noutro sítio com um dress code mais formal, estava lixada. Mas no meu trabalho não há nada disso (até podia ir de calças de pijama que ninguém notava).

Então, desde a grande purga de 2011 até agora tenho vindo, calmamente, a descobrir aquilo de que gosto e a comprar uma peça de roupa aqui, outra ali... Comecei a adicionar algumas cores aos meus básicos em preto, cinzento, branco e azul escuro. Relembrei-me que fico bem com algumas cores fortes como amarelo, vermelho e roxo. E, lentamente, tenho vindo a construir um guarda-roupa que me fica bem, que adoro, e que, mais importante, uso. A regra minimalista dos limites mantém-se: não posso comprar mais armários/cómodas para guardar a roupa. Tem que caber tudo na mobília que tenho. Assim, tenho que pensar bem se posso comprar alguma peça de roupa nova e sou obrigada a reavaliar constantemente tudo o que tenho. Não quero mesmo ter coisas a mais, coisas que não preciso e que acabo por não usar...

Neste momento estou muito feliz com a roupa que tenho. Já não olho para o armário a pensar que não tenho nada para vestir. Gosto da maioria das roupas que tenho e só compro algo novo se precisar; neste último ano adquiri alguma roupa nova porque percebi finalmente do que é que gosto, e posso agora descansar e gozar o meu guarda-roupa quase perfeito... 

Mas afinal, do que é que eu gosto? Aqui ficam alguns exemplos do meu Pinterest...








>>>>>
Gostaste deste post? Podes partilhá-lo usando os botões abaixo.
Não queres perder outros posts? Subscreve as actualizações do blog usando uma das opções da barra lateral.
Podes também {subscrever a newsletter} e receber de oferta dois ebooks sobre organização e simplificação! Podes ainda dar uma olhadela ao meu mini-curso {Como acordar cedo e ter uma manhã serena}!
Obrigada!!

14 comentários:

  1. Estilo boho portanto. Muito giros os pins.

    www.prontaevestida.com

    ResponderEliminar
  2. Rita, por mais voltas que de a minha roupa, e tu tens sido uma grande inspiração, não consigo diminuir o numero de itens do meu closet. Cheguei a fazer um inventário para ter uma noção mais real do que tinha e das minhas necessidades. A meio do inventário, com um numero absurdo de peças, adiei a resolução do que para mim constitui um problema, muita roupa e pouco espaço. Felizmente que podes ir de pijama para o trabalho, eu tenho um dress code, um pouco formal, que tento compensar com outras competências pessoais. Felizmente ate agora tem resultado! Gosto de roupa e acessórios, mas privilegio ainda mais o conforto. Resultado, ando sempre com roupa pratica e confortável, mas tenho um apego enorme aos meus sapatos de salto alto, acessórios, e (quase) todo o meu roupeiro. Pensei em comprar uma mega caixa de arrumação, mas tenho refletido muito sobre isso. A solução não passa por adquirir mais tralha. Enfim, um grande no na cabeça e no coração. Adoro os teus posts, escreve mais sim?! Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. estou seguindo este caminho que indicou. E é uma vivência muito interessante. Rita, você organiza o guarda-roupa por estação também? Abraços,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Mais ou menos, tenho os vestidos de inverno todos juntos e os de verão todos juntos, mas não tenho caixas de arrumação onde guardo a roupa fora de estação. Está tudo no armário.

      Eliminar
  4. Quando era jovem usava roupa de toda a cor o que implicava ficar horas em frente ao armario a tentar fazer um outfit e isso com o tempo teve de mudar. Um dia acordei e disse: Sou uma pessoa da natureza por isso a partir de agua so compro castanhos, verde tropa, laranjas e amarelos torrados. Plim! Plim! Foi a solução. Passados 6 anos ainda faço o mesmo. Sinceramente nem sei se são as cores que me ficam bem mas a verdade é que me sinto muito bem com elas e assim irei permanecer.
    Claro que tenho um ou outro vestido mais etnico colorido ou outro azul mas não é regra.
    Adorei todas as roupinhas do teu pinterest, estamos com um estilo parecido! Hoje em dia praticamente não compro nada... Eu e as minhas amigas volta e meia juntamo-nos num jantarinho na casa de alguem e trocamos roupa :) assim temos sempre peças novas para nós. Ainda no Sabado jantamos à da Su, ela foi buscar umas blusas e perguntou quem queria!! Penso que as pessoas deveriam aderir mais a este tipo de actividade ou até mesmo aos Mercados de Trocas que cada vez estão mais em voga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso das trocas é altamente!! Também gostava de fazer!!

      Eliminar
  5. Rita, gostei muito deste post! Principalmente porque estou passando por uma adaptação quando a tudo isso...

    Obrigada!
    Tais

    ResponderEliminar
  6. Rita, gostei muito deste post! Principalmente porque estou passando por todo este processo de auto-conhecimento em vários âmbitos de minha vida. :)

    Obrigada!

    ResponderEliminar
  7. Maria Teresa - Brasil29/04/14, 00:12

    Inspirador demais este post, e pensando bem faz todo sentido que cada um tem as suas cores, por aqui tenho mandado muita coisa embora da minha vida, mas ainda tanto para mandar continue o excelente trabalho. Obrigada pela inspiração.

    ResponderEliminar
  8. Rita, eu comecei esta mudança depois que li no seu blog sobre o assunto. Foi um divisor de águas pra mim, um marco na mudança do meu estilo. Antes eu parecia uma palhaça, só ia atrás das estampas e ficava muito confusa para compor o look e me sentia muito deslocada com as roupas que vestia. Descobri que meu estilo é básico, achei minhas cores ideais, busquei praticidade e sincronia nas peças, ganhei originalidade e personalidade no meu jeito de vestir. Te agradeço imensamente e sou feliz por ter descoberto este espaço delicioso que é teu blog. Um abraço! Josi

    ResponderEliminar
  9. Rita! it's amazing how your Pinterest board looks just like mine!!! I should definitely take this test too because I know there are some color in my wardrobe which just do not fit! I will figure it out.... thanks for this post! Very interesting!

    ResponderEliminar
  10. Obrigada por este post Rita! Era o incentivo que faltava para minimizar o meu guarda-roupa ao máximo. Encontrei o meu estilo - casual chic - e vou experimentar seguir o projecto 333, no qual seleccionamos apenas 33 peças para usar durante 3 meses :)

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...