11/01/2015

Reduzir o lixo || o plano

O primeiro passo para reduzir o lixo que fazemos é saber exactamente que lixo e quanto lixo produzimos. Durante 1 semana, pesei todo o lixo que fizemos em casa e observei o tipo de coisas que deitamos fora.

Numa semana fizemos um total de 20,7 kg de lixo, divididos da seguinte forma:

> lixo indiferenciado = 6,5 kg
> papel = 2,5 kg 
> plástico = 1,6 kg
> vidro = 1,8 kg
> areia do caixote dos gatos = 8,3 kg

Dividindo por pessoa e por dia, dá 0,7 kg. Se não contabilizar com o lixo dos gatos, cada pessoa cá em casa fez 0,4 kg de lixo por dia.

Em termos de volume de lixo, os plásticos foram os mais volumosos; deitámos fora 3 sacos com plásticos ao longo da semana. Em relação ao papel, esta semana deitei mais papel para o lixo que o normal, pois digitalizei todos os meus apontamentos do curso do 1º semestre e o papel foi fora. Os quase 2 kg de vidro correspondem a garrafas de cerveja e um copo que se partiu. O lixo indiferenciado é basicamente restos de comida - muitas coisas que poderiam ser usadas na compostagem...

Por um lado fiquei contente com estes valores, pois pensei que fizéssemos muito mais lixo, mas mesmo assim ainda posso diminuir bastante a quantidade de lixo que produzimos. Há muitas coisas que já faço há muito tempo, mas outras apercebi-me ainda posso melhorar... Por exemplo:

> Optar por chá solto em vez das saquetas, sobretudo aquelas saquetas que vêm embrulhadas individualmente!
Perdi a cabeça em Londres e comprei imensos chás, tudo em saquetas. Quando acabar todo este chá, vou começar a optar pelo chá solto. Assim, além de não deitar fora saquetas e embalagens, poupo no chá pois coloco menos quantidade na chávena. Além disso, parece que  chá solto é mais saboroso que o chá em saquetas!

> Não comprar mais água engarrafada
Há já 2 anos que não compro água engarrafada para casa, desde que comprei o jarro Brita, mas continuei a comprar garrafas de 1,5 L para ter no trabalho. Não quero mais comprar garrafas de água. Vou começar a encher um garrafão de 5 L com água do jarro para levar para o trabalho.

> Recusar todos os sacos de plástico
No supermercado já me habituei a levar sempre os meus sacos de compras. Mas noutros sítios continuo a trazer sacos de plástico para casa, como num pronto-a-comer onde às vezes vamos buscar comida. Agora tenho sempre na mala um saquinho de pano daqueles que se dobram e cabem numa bolsinha pequenina... Também arranjei um saquinho desses para o J e qual não foi o meu orgulho quando ele ontem chegou a casa com as compras dentro desse saco!

> Levar as minhas próprias caixas de plástico quando vou buscar comida já feita
O problema das caixas de plástico normais é que pesam mais que as embalagens de comida do pronto-a-comer - e a comida paga-se ao peso. A solução é reutilizar as caixas que eles nos dão. Já tenho várias caixas de sopa e falta-me guardar algumas mais baixas e largas para usar quando for lá buscar o jantar.

> Não deixar os miúdos beber leite com chocolate em pacotinhos em casa
Costumo comprar pacotinhos de leite com chocolate para eles levarem para os lanches na escola, e em casa bebem leite do pacote grande, feito com chocolate em pó. No entanto, muitos vezes eles optam por beber dos pacotinhos quando estão em casa, apenas porque dá menos trabalho... O que obviamente não é justificação quando queremos diminuir o lixo que produzimos...

> Embrulhar sandes em pano e não em papel de alumínio
Recentemente comecei a embrulhar as sandes em toalhinhas de pano em vez de papel de alumínio. Muito mais ecológico!

> Andar mais a pé ou de bicicleta
Muitas vezes vou a pé para o trabalho e vamos andar de bicicleta ao fim de semana, mas a ideia é usar mais frequentemente estes meios alternativos para deslocações aqui perto de casa.


E tu, como fazes para diminuir a quantidade de lixo que produzes?


>>>>>

Gostaste deste post? Podes partilhá-lo usando os botões abaixo.
Não queres perder outros posts? Subscreve as actualizações do blog usando uma das opções da barra lateral.
Podes também {subscrever a newsletter} e receber de oferta dois ebooks sobre organização e simplificação! 
Obrigada!!

24 comentários:

  1. Olá!!
    Percebi que tb é amiga do destralhar! ;)
    Comecei a tarefa a algum tempo mas ainda me falta um longo caminho.
    Para a partilha e outra ideia: comprar a vulso ou a peso. Por exemplo o Brio tem. Adoro e é muito mais giro escolher;)´
    O café em cápsulas tb é outra coisa que me preocupa. A próxima máquina vai ser à antiga;)
    Mts beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá Rita,
    Cá por casa também temos gatos e comecei a usar areia aglomerante. Menos cheiros, menos necessidade da troca completa de toda a areia do tabuleiro (reduzindo a quantidade de lixo), e é muito mais higiénica. É mais cara que a normal mas compensa imenso. Aproveito quando está em promoção e compro logo uma grande quantidade.
    Outra coisa que fazemos por cá é andar sempre com uma EcoGarrafa Tupperware. Na mala, no atelier, na mesinha de cabeceira... tenho vários tamanhos para diferentes necessidades. Já não sei há quanto tempo não compro garrafas pet. E passamos a beber muito mais água/chá, porque a temos sempre à mão.
    Como sou demonstradora Tupperware tenho ainda a facilidade de poder ter uma quantidade de coisas em casa que me facilitam a vida e reduzem o lixo que produzo, por exemplo caixinhas de congelação, evitando congelar dentro de sacos plástico e mantendo o meu congelador organizado. Ou as caixas de despensa super herméticas que me permitem comprar cereais e alimentos secos avulso no mercado e conserva-los por muito tempo.
    Vou ficar por aqui senão entusiasmo-me e falo do catálogo todo :))))
    Como os Tupperwares duram uma vida, essas caixinhas de plástico dificilmente virarão lixo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já usei areia aglomerante mas não gostei... A que gostei mais foi a silica, mas é muito mais cara...

      Eliminar
    2. Ohh, eu rendi-me completamente à areia aglomerante. Antes disso cheguei a misturar sílica com a areia normal, por ser tão cara fazia uma mistura das duas e sempre adiava algum tempo o aparecimento de cheiros.
      Outra coisa que uso e que reduz a quantidade de lixo são os rolos compactos de papel wc e papel de cozinha. O resultado: menos plástico das embalagens exteriores, e menos tubos de cartão do interior dos rolos. Para além de ficar mais económico.
      Sou adepta do minimalismo, da praticidade, e do "pouco mas bom", por isso me tornei revendedora Tupperware, assim tenho conseguido com este meu hobby adquirir vários produtos a um preço mais simpático ou até ganha-los como resultado do meu trabalho.
      Na cozinha, desde que comecei a usar um bom descascador, também notei que reduzo imenso a quantidade de lixo de casca de batata e de cenoura, p.ex. (Isto quando não se tem hipótese de fazer compostagem). Quando se faz uma enorme panela de sopa nota-se perfeitamente o tamanho do monte de cascas, em comparação a ser descascadas com uma faca. O meu descascador é da marca do Sr. Tupper, claro. ;)

      Eliminar
  3. Audineia Leite11/01/15, 16:08

    Olá, Rita. Vou junto contigo neste plano!
    []'s

    ResponderEliminar
  4. Olá Rita!
    Sou nova por aqui... e no meio das minhas pesquisas na net, dei com o teu blog e com um post em especifico, o de conceber detergente para a roupa sem químicos e feito em casa. Depois fui ficando e lendo muito dos teus outros posts, com os quais me identifico muito. Pelos vistos somos vizinhas, também vivo no Algarve, mas em Loulé. Gostava de colocar uma questão sobre o detergente, se não te incomodares. Ainda usas? e se sim qual o que preferes, o liquido ou o em pó? Qual o truque para que ele se desfaça bem (o em pó). Há algum substituto de amaciador sem ser o vinagre, o meu filho é alergico.

    obrigado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uso o detergente em pó e continuo satisfeita. Em relação a substitutos ao vinagre, não sei, mas o cheiro do vinagre não fica na roupa...

      Eliminar
    2. Obrigado, vou tentar fazer o em pó pois tb tenho bimby. o amaciador não é tanto pelo cheiro é mesmo pela alergia

      Eliminar
  5. sigo algumas das coisas, como por exemplo agua da Brita e embrulhar em pano. no supermercado levo o meu saco - ja aconteceu esquecer-me e ai la tem de ser o saco de plastico se nao conseguir enfiar na minha mala. evito imprimir, tento ter tudo no computador. aqui em Londres ha imensas lojas que vendem cereais e comidas a granelo, o que significa q podemos levar os nossos Tupperware e comprar sem embalagens mas ainda nao e muito comum. O cha concordo! prefiro em folha, mas para o trabalho da-me mais jeito em pacotes por isso tenho sempre de ambos. tenho de pensar em como reduzir mais a minha pegada. os ingleses nao tem tantos pontos de reciclagem como nos em Portugal :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e os sacos do lixo amontoados nas ruas de londres?... é horrível... nunca pensaram em contentores? ;)

      Eliminar
  6. esqueci-me de outro ponto, rendi-me ao kindle e tenho evitado comprar livros em papel. tenho de aderir a revistas online em vez de em papel, mas confesso q revistas prefiro ter o papel nas maos. tenho de mudar

    ResponderEliminar
  7. Rita, achei um texto que muito me interessou. Como eu não sou da área das ciências biológicas, não tenho nem como começar a testar cientificamente o argumento. Mas estou tomando água exposta ao sol e senti que o gosto é mais leve. O que achas?
    O texto é esse www.docelimao.com.br/site/terapias/86-terapias/1263-agua-solarizada-a-cromoterapia.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já ouvi falar bastante, mas nunca experimentei...

      Eliminar
  8. Olá Rita!
    Realmente tentar reduzir lixo também é uma preocupação minha! Já há uns 6 meses que resolvi começar a levar a sandes para o trabalho num guardanapo de pano (dantes usava de papel)...só que não é fácil convencer o marido a deixar de levar a sandes em papel de alumínio :(

    Em relação ao chá, também prefiro comprar as ervas, assim ponho a quantidade que quero para a intensidade de sabor desejada, só tenho também de terminar os de saquetas. Eu costumo fazer o chá em casa e levo para o trabalho num copo térmico que comprei da Tupperware, mas também tenho um termo, que aguenta o calor mais tempo, mas como sou queimadiça, este copo dá muito bem conta do recado.

    Em relação à água engarrafada...também ainda não convenci o marido com o jarro da Brita...então vamos comprando os garrafões de 6L...no trabalho tenho água gratuitamente, e quando preciso levar água comigo levo nas garrafas da Tupperware...são muito resistentes e práticas!

    Já os sacos dos supermercados, quando são de graça aceito e uso como sacos do lixo, pois são do tamanho do caixote que uso para o lixo indiferenciado, assim não tenho de comprar sacos do lixo. Quando são pagos, uso dos dobráveis que ando sempre na mala, ou se for maior quantidade de compras, uso dos maiores e mais resistentes que se compram por 0,50€ que tenho sempre no carro!

    Em relação ao ir a pé ou de bicicleta, no meu caso para trabalho...está a ser o caso de comodismo...pois de carro demoro pouco mais de 5 minutos de caminho...de bicicleta à volta de 10 minutos. Não posso dar a desculpa da chuva que nem tem havido, por isso é mesmo preguiça e comodismo...tenho de me mentalizar que tenho de melhorar!

    Por acaso gostava imenso de comprar coisas a granel, mas acho que onde moro não existe...ou pelo menos nunca tal vi por cá!

    Quanto ao comprar a comida a peso, por acaso a balança onde a Rita compra o comer não faz tara depois de colocado o recipiente? Assim podia usar os mais resistentes, pois os outros depois de algum uso já estão todos partidos! É só uma ideia :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, eles só pesam a comida depois... acho que fazer isso ia dar muito trabalho e mandavam-me dar uma curva... ;)

      Eliminar
  9. E quanto as materias organicas? ja pensaste em ter um composto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vermicompostagem, sim, já andei a estudar o assunto... mas ainda não implementei... talvez um dia!

      Eliminar
    2. biominhoca foi a eles que comprei as minhocas

      Eliminar
    3. a Quinta dos 7 Nomes também vende minhocas :)

      Eliminar
  10. Aqui em casa, como somos duas pessoas de gerações diferentes, infelizmente a coisa não corre como quero. Se para a minha mãe já é uma complicação ter que desdobrar o pacote do leite e lavá-lo antes de o colocar no saco apropriado, imagina fazer coisas tão variadas como as que explicaste :P

    No entanto, eu já sigo algumas medidas por aqui. Por exemplo, deixei de usar sacos plástico já faz 2 anos. Uso sempre sacos de pano médios (totebags), ou os de tecido da FNAC (que são maiores que os totebags).

    Deixei também de usar lenços de papel, e uso um lenço de algodão. Dependendo de quanto muco sai, mudo diariamente ou de 3 em 3 dias. Também deixei de usar guardanapos de papel, bem como folha de alumínio para levar as sandes para o jantar. Embrulho num guardanapo de pano, e coloco dentro de um tupperware.

    Devido a um acidente, fiquei sem o meu carro, que usava para fazer apenas distâncias superiores a 10km. Mas de qualquer das maneiras, já andava muito a pé (cerca de 15/16km por dia), exceptuando nas deslocações para o trabalho, que tenho que as fazer com transportes público.

    Quanto à água, usava uma Bobble, mas o desperdício de lixo e monetário em usar um filtro apenas durante tão pouco tempo, levou-me a desistir da ideia. Como a água aqui da zona é de muito boa qualidade, comprei uma garrafa Nalgene (sem BPA), e é o que utilizo actualmente.

    Como ainda temos acesso a mercearias e mini-mercados familiares aqui, para nós é muito fácil ainda fazer uso do saco do pão. E se puder, compro o queijo e fiambre de perú/frango com a minha própria embalagem. Basta que para isso, a balança tenha opção de retirar a tara, e assim dar o peso certo das fatias sem o peso da caixa :)

    Quanto aos chás, por aqui é um misto. Eu como a maior parte das vezes bebo chá em casa, uso os chás, tisanas e infusões soltos. Mas a minha mãe não tem possibilidade de as fazer soltas no trabalho, por isso acaba por comprar sempre saquetas.

    Não uso pacotes de açúcar (por isso não há lixo de pacotes), nem bebo café de cápsulas. Menos duas coisas a desperdiçar :)

    ResponderEliminar
  11. para o problema da areia dos gatos recomendo que passe a usar a areia de sílica que não requer descarte pois elimina totalmente o cheiro. Retira-se apenas as fezes com um pá plástica e atira no vaso sanitário. A urina seca sem que se descarte a areia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Usei durante muito tempo e adoro! Mas o preço não compensa e a areia tem que ser mudada à mesma, pois a capacidade de absorção da silica não é infinita... e só seca se estiver ao ar livre, mas tem que se mudar à mesma...

      Eliminar
  12. compostagem em casa è mais fácil do que se pensa.....e não reutilize garrafões de plástico, faz mal à saúde

    ResponderEliminar
  13. Olá Rita! Gostei mto deste teu post! Olha, a primeira coisa que fiz quando parei de usar chá em saquetas foi comprar uma cafeteira/prensa Francesa. Quanto às garrafas de água, agora uso uma de 0,5L de vidro, de uma cerveja artesanal que se bebeu aqui em casa num fds. 0,5L de durante o dia de trabalho chega para mim, mas sei que há quem queira beber mais. Não sei qual é a relacão que tens com os proprietários do restaurante onde costumas ir buscar comida, mas podias sugerir-lhes que fizessem um desconto a quem trouxesse as caixas de casa! Conheco um restaurante aqui em Helsínquia que faz isso. Para transportar sandes uso sacos de guardanapos de pano, bordados pela minha avó. Olha, podes tirar algumas ideias dos meus posts sobre reduzir lixo e desperdício: http://greenerhealthierhappier.blogspot.fi/search/label/Reduzir%20lixo%20e%20desperd%C3%ADcio

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...