20/04/2012

Simplificar as contas bancárias

Acho que já escrevi aqui algures que tenho várias contas à ordem. Uma minha, outra conjunta e outra com dinheiro para coisas específicas. Faço os orçamentos mensais e no início do mês passo dinheiro de umas para as outras para ficar tudo certinho. Uma perda de tempo, como podem imaginar.

Decidi transferir o dinheiro para uma só conta (a do banco principal, onde tenho o cartão de crédito, conta poupança e as contas dos miúdos) e vou encerrar as outras duas (que eram de outro banco). No entanto, preciso ter o dinheiro organizado por categorias, apesar de agora estar todo na mesma conta. Para isso, uso este ficheiro

O total corresponde ao total da conta, mas depois tenho várias categorias, como por exemplo, à ordem (o meu dinheiro para gastar), veterinário (todos os meses junto um pouco para o veterinário), ATL (todos os meses ponho dinheiro de parte para pagar o ATL nas férias), miúdos (para despesas imprevistas com os miúdos; eles têm contas deles, para onde a família transfere dinheiro nas alturas festivas e onde nós vamos colocando algum dinheiro todos os meses), material escolar (vou juntando todos os meses para comprar os livros e material no início do ano lectivo - assim custa muito menos!), etc. 
Quando quero comprar algo específico e mais caro, não vou à poupança. Faço uma nova categoria e vou pondo dinheiro de parte nessa categoria.

Na prática, como já disse, o dinheiro está todo numa só conta, o que evita andar com transferências entre contas, como fazia dantes. Por exemplo, acontecia muitas vezes ir ao supermercado e pagar com o meu cartão em vez do cartão da conta conjunta, onde estava o dinheiro para o supermercado. Depois, lá tinha que fazer uma transferência de uma conta para a outra para repor o dinheiro... Era cansativo... Com uma só conta é muito mais prático, fácil e rápido! Numa só palavra, muito mais simples!

10 comentários:

  1. Também sou apologista de ter menos contas. O controle é mais simples e pagas menos comissões. No entanto, isso não impede, por exemplo em termos de conta poupança, de fazer uma negociação anual (a fim de ter contas com as melhores condições).

    Beijo, bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  2. O meu namorido tem a conta dele e eu tenho a minha. As despesas são divididas entre nós. Quanto mais contas, mais temos de gastar, pois é um serviço que não é gratuito.

    ResponderEliminar
  3. Olá, eu ainda estou na fase anterior. Uma conta minha, outra deles, outra das contas e outra poupança... por agora vou me entendendo, até porque tenho a sensação que tudo numa me faria mais confusão, mas é uma opção a estudar ;o))

    ResponderEliminar
  4. sou apologista do sistema de menos contas melhor mas como fazes as categorias dentro duma conta só?

    obrigada pela atenção

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :-) desculpa pensei que era a conta (ou algum banco) que tinha essa particularidade:-)
      obrigada

      Eliminar
  5. Adoro teu blog e indiquei ele no meu, além do guia que fizeste.
    Está aqui nesse post: http://cheiadecharme.blog.br/dicas-de-organizacao-para-a-mulher-moderna/
    Parabéns pelo trabalho e sucesso! Beijos

    ResponderEliminar
  6. eu gosto de ter duas contas a ordem, ... quando existe uma avaria, um cartão se avaria, acaei foi com os cartões de credito.

    Andreia pinto

    ResponderEliminar
  7. Eu tenho duas contas por uma questão que sempre me foi incutida: se algo correr mal com um dos bancos, como entrar em falência (espero mesmo que não!!!), há sempre a outra conta. Assim, tenho uma conta "a uso" e outra "de segurança". Na prática utilizo uma e a outra funciona como um depósito.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...