17/09/2011

Simplify book, CD, DVD and magazine collections ~ Simplificando colecções de livros, CDs, DVDs e revistas

One of the minimalist principles is to omit needless things. 
Do we really need all the things we have?
Do we really need all those books that we don't plan on reading again? All the CDs we bought for the sake of one song? All those DVDs that we'll never watch again? And all those old magazines piling up?
Do we really need all those things to be happy?

Well, I know I don't. Uncluttering and purging every corner of my home - that's what makes me happy!
I've already purged my closet and most drawers and shelfs in the house. And now it's time for the most dreaded task - purge my books, CDs, DVDs and magazines.
I've always been pretty organized and never liked to hold on to stuff. So, uncluttering and purging my home is not a difficult task. But when it comes to books and CDs... oh well, it's tough... but feasible. So now I'm in the process of downsizing my books, CDs, DVDs and magazines. Here's how:

Books
If I didn't like a particular book and/or I don't plan to read it again, that book has to go...
If it's in a bad condition, I throw it in the recycle bin. Otherwise, I can keep it temporarily and offer it to someone else as a birthday or Christmas gift, or I can donate it to the local library. I can also try to sell the books online. So I made four piles of books: to trash, to turn into a gift, to donate, to sell (mostly scientific/study books). 

CDs and DVDs
The same principle applies for CDs and DVDs. The difference is, I ripped some songs from the CDs to the computer and then recorded a single CD with those favourite tunes.

Magazines
I cut some of my favourite images/articles from the magazines and then threw them into the recycle bin.

If you're really into downsizing your stuff but you're finding it hard to throw things away, ask yourself "If was moving abroad, what would I take with me?" Keep that, and get rid of everything else!



Um dos princípios do minimalismo é omitir coisas desnecessárias.
Precisamos mesmo de todas as coisas que temos?
Precisamos mesmo daqueles livros todos que não tencionamos voltar a ler? Todos os CDs que comprámos por causa de uma única música? Todos aqueles DVDs que nunca mais vamos ver? E todas as revistas velhas que se vão amontoando?
Precisamos mesmo dessas coisas todas para sermos felizes?

Bem, eu sei que não preciso. Pelo contrário, livrar-me da tralha é o me faz feliz!
Já dei uma volta à minha roupa toda e à maioria das gavetas e prateleiras cá de casa. E agora chegou a altura da tarefa mais difícil - diminuir a minha colecção de livros, CDs, DVDs e revistas.
Na verdade, eu sempre fui organizada e nunca gostei de acumular tralha. Por isso, ver-me livre da tralha cá de casa não é tarefa difícil. Mas no diz respeito aos meus livros e CDs... é mais complicado... mas perfeitamente exequível. Portanto, agora ando a ver-me livre de livros, CDs, DVDs e revistas... Eis como:

Livros
Se não gostei de um dado livro ou não tenciono lê-lo de novo, esse livro tem que ir...
Se está em más condições, vai logo para a reciclagem. Caso contrário, posso guardá-lo temporariamente para oferecê-lo a alguém nos anos ou Natal, ou posso dá-lo à biblioteca municipal. Posso também tentar vender livros online. Assim, fiz quatro pilhas de livros: para reciclar, para oferecer, para dar à biblitoeca, para vender (sobretudo livros científicos/de estudo).

CDs e DVDs

O mesmo princípio dos livros aplica-se aqui. A diferença é que ripei algumas músicas dos CDs para o computador e depois gravei-as para um só CD.

Revistas
Cortei imagens e artigos favoritos e joguei as revistas para a reciclagem. Excepção feita à minha colecção de revistas Burda, que estou a tentar vender (aqui, se estiverem interessados...).

Se estamos mesmo numa de diminuir as nossas posses mas está ser difícil, devemos perguntar-nos o seguinte "Se eu fosse mudar-me para o estrangeiro, o que é que levaria comigo?". É ficar com isso, e livrarmo-nos de tudo o resto!

14 comentários:

  1. Também faço isso uma a duas vezes por ano! Senão realmente acumula-se muita tralha e fica difícil encontrar o que se quer ou até ver o que se tem. Costumo fazer 3 "pilhas": O que é para dar a uma instituição, o que é para vender no meu blog de vendas ou OLX, o que é novo e nunca usei mas algum amigo ia gostar vai para prenda de anos/Natal.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Olá Rita,

    Faço isso muito regularmente com tudo o que tenho e acaba por se tornar um hábito, uma necessidade - a partir de uma certa altura já nao se consegue prescindir dessa maneira de ser.
    Com o tempo aprende-se também a ser mais selectivo e ponderado no momento de adquirir as coisas: pensa-se nao duas, mas tres vezes: "preciso mesmo disto?"

    E sim, é óptimo e libertador nao acumular tralhas desnecessárias!

    Bjs e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Bem nisto admiro-te!!!!
    Aqui está uma coisa que devia fazer mas não consigo!!
    Nas revistas anda em projecto, ver os artigos que me interessa recortar e colocar o restanto no lixo.
    Agora Cd's e livros é algo que não me consigo desfazer. É muito dinheiro investido ali, e apesar de não voltar a ler os livros gosto de os ver arrumadinhos, é mau eu sei, mas é algo que ainda não consegui mudar.

    ResponderEliminar
  4. Ai Rita,
    O que adorava ser capaz!!!
    Eu tenho a casa num caos...guardo tudo!!! Tudo mesmo!!!
    Ás x penso...se acontecesse uma tragédia, tipo umas cheias, um incêndio... "knock on wood" ...a verdade é que perderia tudo!!!
    Mas mesmo pensando assim, não consigo!!!
    Gostava de partilhar...mas só consigo o que tenho a dobrar...sim a dobrar!!! UI UI UI
    Mas, vou continuar a tentar!!! :)

    ResponderEliminar
  5. Olá Rita!
    A minha agenda já está no blog, para o caso de quereres espreitar!
    Eu tive (vai para um ano) uma simplificação forçada quando me mudei para a Suíça. Praticamente tudo ficou em Lisboa, excepto algumas coisa que conseguimos trazer de carro para cá. Embora esteja feliz por ter a casa com menos coisas, noto que há items que me fazem falta, livros, dvd's e principalmente alguns materiais e tecidos que tive de deixar por lá. Eu não guardo coisas que não gosto, por isso a tarefa de me desfazer de coisas seria praticamente impossível!! :D
    Beijos,
    Cíntia

    ResponderEliminar
  6. Olá Rita, tenho uma sugestão para ti.
    O site "WinkingBooks" funciona como uma comunidade online de troca de livros. É só fazeres o registo e inscreveres todos os livros que não te importas de emprestar. Há muitas pessoas que poderão andar á procura desses livros que não gostas ou não te fazem falta. Além disso, quantos mais emprestares, mais créditos ganhas para pedires emprestado também!
    Também inclui livros escolares ;)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Olá Rita, tudo bem?
    Adorei seu blog e o estou acompanhando, sou brasileira e já há um ano tenho tentado mudar meu padrão de vida, simplificando meus atos e doando muitas coisas.
    Sou dentista , mas atualmente tenho uma loja virtual,também faço mil coisas ao mesmo tempo e ter uma vida organizada e bem simples com certeza me ajuda a baixar as expectativas e o estress do dia a dia!
    Depois que li seu blog então , comecei efetivamente as mudanças e o faxinão daqui de casa, doando brinquedos dos pequenos, tirando roupas do armário, enfim... não precisamos de muito para sermos felizes.
    Estou me sentindo mais leve!
    Gostaria muito das páginas da agenda, se puder me enviar , não tem pressa, vou vir te visitar sempre, esta troca online para mais qualidade de vida é muito boa! ♥

    meu email: borbolets.info@gmail.com

    Parabéns pelo seu canto lindo e super agradável de se visitar.
    Abraços

    ResponderEliminar
  8. Olá Rita,

    A propósito deste post, gostava apenas de partilhar contigo e com os teus leitores algo que faço regularmente.
    Todas as revistas e jornais cá de casa voam até ao continente africano com destino à Cooperação Portuguesa na Guiné Bissau, onde são distribuídos posteriormente pelas oficinas de língua portuguesa do PASEG. Apesar do Português ser uma das línguas oficiais da Guiné, acaba por não ter muita expressão devido ao facto de os alunos não terem muito material à sua disposição para poderem praticar o português.
    Foi através de uma professora que lá leccionou que soube desta necessidade e a partir daí acabou o meu dilema. Achava sempre que poderia haver um destino melhor do que o ecoponto para os jornais e revistas (muitas vezes lidos apenas uma ou duas vezes). Assim, o valor da informação não se perde e ajuda-se quem mais precisa. Eu acredito que educação é poder.

    Deixo a morada para envio (2,98€, em correio económico - embalagem até o máximo de 2 kgs!):

    OFERTAS PASEG - Cooperação Portuguesa
    A/C Telma Marta
    Apartado 24, Bissau
    República da Guiné-Bissau

    Vale tudo: livros, revistas, jornais, em português.

    Mais informações: http://espalharte.blogspot.com/2009/11/ofertas-de-material-escolar.html

    Bjs e desculpa o longo comentário :)

    ResponderEliminar
  9. Cor de Chá, muito obrigada pela informação! Eu já tinha tentado encontrar uma iniciativa destas, porque sei que as há, mas não tinha encontrado! Os próximos livros (já tenho ali um monte) vão para a Guiné-Bissau!

    ResponderEliminar
  10. Olá Rita,

    Fico feliz por, sem querer, ter ajudado! Tenho enviado imenso material para lá e é muito gratificante.

    Só um conselho: por experiência própria sei que algumas vezes os funcionários dos CTT são um bocado azelhas. Já tive um a teimar comigo que não existia correio económico para a Guiné... Às vezes parece que sabemos mais do que eles em relação aos tipos de envio! Se te acontecer, insiste!

    Bjs e obrigada!

    ResponderEliminar
  11. Hello!

    Para resolveres o problema dos livros vê este site: http://www.winkingbooks.com/wb/!go

    Encontrei a ideia neste blog: http://amacadeeva.blogspot.com/2011/09/livros-estou-maravilhada.html

    Beijocas!

    ResponderEliminar
  12. Obrigada pelo input! Além de dar os livros à biblioteca, dá-los aos PALOPs e fazer troca de livros são também boas alternativas! Eu não quero é mais livros a acumularem-se cá em casa!

    ResponderEliminar
  13. Ai que bom, afinal não sou só eu :-))) na semana passada levei os manuais escolares do meu filho mais velho (em boas condições) para entregar na biblioteca municipal, na anterior a essa foram DVDs que já não fazem nada a não ser ocupar espaço..na realidade se os quiser rever sei onde estão acrescendo que podem fazer mais alguém sorrir!!

    ResponderEliminar
  14. Olá Rita,

    Tenho andado a ler o teu blog, e confesso que estou viciada. Em relação aos livros, os que eu realmente compro são de autores que gosto mesmo e leio e releio os livros, por isso, está fora de questão :) Com os DVDs acontece a mesma coisa, apenas compro mesmo os filmes que realmente gosto. Já com os cds de musica a história é diferente. Tenho alguns dos quais nem penso em desfazer-me (bandas favoritas), outros realmente gravei na altura porque não havia espaço em disco, mas agora quero fazer o mesmo que fizeste...ripar as musicas favoritas para o disco externo e descartar o suporte físico. No entanto custa-me deitar coisas boas fora tendo em conta que existem outras coisas que se podem fazer.

    ResponderEliminar

Obrigada pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...