17/06/2013

Yoga aqui ou ali?

Provavelmente alguns de vós já viram que criei um outro blog sobre a minha prática de yoga. Andei semanas e semanas a pensar nesse blog e no formato que deveria ter. Primeiro pensei se deveria criá-lo. A verdade é que comecei a ler blogs de yoga, blogs pessoais sobre a prática de yoga, e adoro. São inspiradores e relembram-me que o objectivo do yoga não é fazer os asanas de forma perfeita. Relembram-me que é falhando que se aprende e avança. Relembram-me que nós, aspirantes a yogis, somos humanos e que a vida é feita de escolhas. E que tudo tem uma razão de ser (como vi ontem; já agora, tive uma manhã fantástica, mais de duas horas de asanas, yoga nidra, meditação, em casa).

Decidida a escrever mais sobre yoga e a minha prática, pensei então se deveria fazê-lo aqui, no Busy Woman, ou se deveria criar outro espaço para o efeito. Dei voltas e voltas à cabeça com esta questão. Por um lado, não queria encher este blog com posts sobre yoga, porque não é sobre isso que os meus leitores esperam ler. Por outro lado, o minimalismo, a vida simples, são uma parte fundamental do Yoga.
Eu explico.

O Yoga, como sabem, não é apenas uma forma de exercício físico. O Yoga é toda uma filosofia de vida, da qual o asana (as posturas físicas) faz parte. De acordo com Patanjali, autor do famoso Yoga Sutras, um dos textos fundamentais do Yoga, o Yoga pode dividir-se em 8 partes:

1. Yama - auto-restrições, código moral (o que o yogi não deve fazer)
2. Niyama - auto-observâncias, qualidades pessoais (o que o yogi deve fazer)
3. Asana - as técnicas corporais (o que se faz nas aulas de yoga nos ginásios)
4. Pranayama - práticas respiratórias (também se faz às vezes nas aulas)
5. Pratyahara - retração dos sentidos
6. Dharana - concentração e consciência interna
7. Dhyana - meditação (uma coisa tão simples, mas tão essencial ao nosso bem-estar)
8. Samadhi - união com o divino (digamos, é o estado final de iluminação...)

Os Yamas e Niyamas não são exercícios que se fazem; são sim o código moral e a atitude que devemos ter perante a vida. Há 5 Yamas e 5 Niyamas, mas não vos vou massacrar mais com isto. Onde eu quero chegar é a um dos Yamas, Aparigraha, e a um dos Niyamas, Santosha.

Aparigraha e Santosha são o minimalismo. Ou o minimalismo da era moderna é nada mais, nada menos que viver de acordo com estes conceitos antigos do Yoga.

Resumidamente, Aparigraha significa ter apenas aquilo que é necessário - não ter coisas que não precisamos, tralha que não usamos, e também não ter desejos por essas coisas que não precisamos. Santosha é contentamento; sermos felizes com aquilo que temos em vez de nos sentirmos infelizes por desejar coisas que não podemos ter.

Então, isto é minimalismo ou não?

Adiante, o meu maior problema em escrever mais sobre yoga neste blog era não ir de encontro às expectativas dos leitores. Mas rapidamente me lembrei que um blog, para mim, deve ser autêntico, deve ser um outlet expressivo e criativo dos interesses e paixões do seu autor. Assim, não vou escrever sobre coisas que não me interessam só porque poderão interessar a alguns leitores. Da mesma forma, não vou deixar de escrever sobre coisas que me interessam, no meu blog, com medo de afugentar leitores. Este blog reflete a minha vida, os meus interesses, o meu desenvolvimento pessoal - e o Yoga é agora parte fundamental de quem eu sou. 

Portanto, comecei a achar que não fazia sentido dividir a minha escrita em duas. Um blog sobre minimalismo e vida simples e outro sobre yoga - estando as duas coisas intimamente ligadas? Assim, este post todo serve apenas para dizer-vos, fiéis leitores, que vou escrever mais sobre a minha prática de Yoga neste blog (e acabar com o outro). Namaste.

19 comentários:

  1. Perfeito Rita! Estou no mesmo caminho que vc... minimalismo, yoga... acho que não é necessário mais um blog, este é o seu espaço! fale o que tem vontade! os leitores ficarão e entrarão no yoga com vc!
    ah... a pergunta que não quer calar: vc consegue fazer yoga perto dos seus gatos? tem um aqui em casa que é o próprio "Surtado na Yoga"!!! ele fica me mordicando enquanto estou fazendo os asanas!!! uma loucura!

    aliás, vc já conhece esta série brasileira: http://gnt.globo.com/surtadasnayoga/
    é engraçadinha...

    bjs da leitora assídua!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Magali, pelas palavras!! Os meus gatos também não me deixam fazer yoga!! Andam sempre de volta de mim e deitam-se no tapete... tenho que estar sempre a empurrá-los para fora do tapete... e uma das gatas deita-se sempre em cima de mim na pose final de relaxamento...

      Eliminar
  2. olá, Rita.. conheci seu blog ontem por uma indicação de post da Thaís do Vida Organizada e amei tudo..
    hoje fui direto no seu outro blog para ler sobre yoga e tomei um susto quando não consegui visualizá-lo.
    os posts que estavam la, vão ser encaminhados para esse?
    beijos diretamente do Brasil ;)

    ResponderEliminar
  3. Olá Rita!
    Também concordo e acho que faz todo o sentido continuar o seu blog de forma genuína... com aquilo que sente, que vive que são os seus interesses e partilhas... porque é precisamente o facto de ele ser genuíno e autêntico que faz com que as pessoas se liguem a ele e o sigam! não faz sentido estar a criar outro à parte!
    Muito obrigada pela sua partilha e continuação de tudo de bom!
    NF

    ResponderEliminar
  4. :) Eu faria o mesmo, além disso outro blog só faz com que se tenha de andar a saltitar de um blog para o outro para no fim fazer posts que fazem sentido para a mesma pessoa. Mais trabalho, mais cliques :P assim é mais minimalista ainda :)

    ResponderEliminar
  5. Adorei, pode continuar :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Oi Rita,

    Lembrei-me de vc:
    http://www.hypeness.com.br/2013/06/serie-de-fotos-mostra-pessoas-antes-e-depois-de-comecarem-a-praticar-meditacao/

    Abraços!

    ResponderEliminar
  7. que engraçado. pensei que só tinha este blog mas devo ter saltado algum post ... :(
    e acho que pode e deve escrever sobre o que andar a fazer,a pensar, a pensar fazer pois todas as matérias são muito positivas e passar as suas experiências eu pelo menos gosto e leio sempre
    grata

    ResponderEliminar
  8. Concordo :) Cheguei aqui há poucos dias (já nem sei muito bem como!) não percebo nada de yoga, mas se calhar é uma oportunidade de vir a perceber ;) O que importa é que me sinto bem por aqui independentemente do assunto. Obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  9. Eu acho que deves escrever sobre o yoga aqui sim. Sou super curiosa acerca da modalidade e estou mesmo tentada a experimentá-la.:)
    www.letirose.com

    ResponderEliminar
  10. Bem a minha opinião sobre manter no mesmo blog escrita e yoga é a mesma das pessoas em cima logo não me vou repetir.
    Faz tempo que quero começar uma mudança, mas a vida por vezes não deixa, contudo somos mais percistentes que as dificuldades... tenho umas questões:
    Como começar yoga em casa? é necessário ter conhecimentos? e quais os primeiros passos/ posições para iniciantes? :)
    ou se me conseguir orientar agradecia :)

    ResponderEliminar
  11. Cristina Vermelho18/06/13, 22:12

    Querida Rita,

    concordo consigo o seu blog é um todo e faz sentido tratar vários posts nele (para nós não nos perdermos em vários endereços).
    Deixe-me que lhe diga que conheci o seu blog há pouco mais de 2 meses e que me ajudou imenso na alteração de simples rotinas cá em casa (destralhei a casa e vou destralhar sempre que for preciso só ainda não consegui chegar ao guarda-fatos - mas logo havemos de lá chegar).
    Ainda não lhe disse, mas tenho dois filhos gémeos, agora com 9 anos, e o yoga foi fundamental para mim para atravessar uma depressão pós-parto. Eu e o meu marido fomos acérrimos praticantes durante vários anos e deixámos apenas porque quando os miúdos entraram para o colégio achámos que os devíamos acompanhar cada vez mais e o dinheiro também não dá para tudo.
    Tenho uma sala no sótão toda preparada para a prática do yoga... costumo chamar-lhe a divisão zen que serve apenas para chill-out. Estamos sempre a pensar iniciar...logo se verá...
    Sou preguiçosa para fazer meditação, o meu marido exercita mais e acho que para os meus filhos era fundamental, infelizmente ainda não consegui aprender a "destralhar" algumas coisas do dia a dia e ainda chego a casa demasiado cansada e com pouca vontade de fazer yoga depois do dia de trabalho.
    Continue a ajudar-nos com as sua dicas, que para mim são fundamentais.
    Da cidade mais Alta de Portugal... até breve.

    ResponderEliminar
  12. Sou leitora assidua e gosto de ler os posts sobre yoga.
    Caso não tenhas visto a reportagem na RTP1:

    https://www.facebook.com/photo.php?v=10151616737996624

    Fiquei a saber que Portugal é a 2ª maior potencia no mundo no yoga!

    beijinhos!

    ResponderEliminar
  13. Olá, Rita!

    Gostaria de perguntar se a prática da ioga também lhe auxilia no trabalho. Sou muito ansiosa e pretendo começar a praticar ioga e/ou meditação de atenção plena não apenas para relaxar, como também para aprender a me concentrar melhor. Como tem sido a sua experiência?

    Abraco!
    L.

    ResponderEliminar
  14. olá! tal com sigo este blog (que muito me tem ajudado a simplificar o dia a dia) gostava de acompanhar o seu blog sobre yoga, mas não encontro referência ao mesmo. costumo praticar yoga em casa, embora ande muito baldas ultimamente! parece que não consigo encaixar tudo nos meus dias... e os gatos tb adoram participar nos exercicios! :)

    ResponderEliminar
  15. Fiz yoga com professor durante algum tempo em 2001... e depois o ginásio fechou. Agora, com um bebé de 9 meses, não tenho tempo para ir a lado nenhum. Por isso, e como fui praticando irregularmente durante estes anos, tenho as bases, ando a tentar relançar a minha prática caseira. Os teus posts motivam-me imenso, estamos a par nesta busca. Obrigada.

    ResponderEliminar
  16. Rita,
    Ótima idéia: um só blog. Eu adoro esses dois assuntos: minimalismo e yoga. Eu estive viajando (sou do Brasil) há um mês (inclusive estive em Portugal, país que eu amei desde que conheci) e já estava com saudades de ler os seus posts. Bem agora estou de volta e você está fazendo um curso de yoga. Muito bom, aguardarei a sua volta e com os comentários que eu sempre gosto tanto de ler.
    Abraços e bom curso !!!!
    Elena

    ResponderEliminar
  17. Olá! postei uma mensagem e apareceu o email do meu marido, posso alterar para o meu? Maria do Carmo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só apagando este comentário e enviando outro...

      Eliminar

Obrigada pelo comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...